12
Jul 08
Um dia gostava de ter
Um lugar ensolarado
Onde pudesse fazer
Da vida mais um bocado
 
Um lugar onde se visse
Da janela as estrelas
E toda a gente sorrisse
Ao ver o brilho delas
 
Um bocado de terra
Onde pudesse enterrar
Os motivos da guerra
E com a discórdia acabar
 
Lugar com rios e montes
Para lá poder trabalhar
Multiplicava as fontes
Para a sede saciar
 
Lugar com muitas casas
E com vizinhos também
Ás crianças dava asas
A todas que o mundo tem
 
Um lugar com lindo nome
Para poder chamar
Na terra não havia fome
Se eu pudesse mandar
 
Um lugar imaginário
Mundo que eu sempre quis
Virava o globo ao contrário
Fazia um planeta feliz
Ausenda Hilário
 

                                                     (Carlos Carvet)

 

publicado por Utopia das Palavras às 16:15

È tão simples sonhar
Tão bonito e rissonho
Mas há que lutar
Para concretizar o sonho
MBeirão a 13 de Julho de 2008 às 10:09

Era tão simples mudar
Se a vontade fosse maior
Não nos resta senão lutar
Para termos um mundo melhor

Obrigado migo
Abraço

"Balada da Liberdade" livro de Miguel Beirão, prefácio de minha autoria e capa de Dorabela Graça
Partilha em co-autoria
Um pouco de mim também...!
visitor stats
Luso-Poemas - Poemas de amor, cartas e pensamentos
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape