01
Jun 08

                   

Quem me ensinou a rimar
È a verdade que encerro
Difícil foi começar
Agora parar era um erro

É fácil escrever a granel
Porque se tem inspiração
Difícil é pôr no papel
Ideias em turbilhão

Ideias exemplos da vida
É Ela que nos ensina
Realidade vivida
Da vida ainda menina

Da escrita gosto da cor
Do tom e do sentimento
Da força do seu sabor
Inspira-me o desalento

Desalento que sempre parte
Nas palavras que vou escrevendo
Nas linhas timidas da Arte
As emoções vão crescendo


 

Ausenda Hilario
publicado por Utopia das Palavras às 23:27

"Balada da Liberdade" livro de Miguel Beirão, prefácio de minha autoria e capa de Dorabela Graça
Partilha em co-autoria
Um pouco de mim também...!
visitor stats
Luso-Poemas - Poemas de amor, cartas e pensamentos
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape