08
Dez 10

Sempre resta

Todo o tempo dos malmequeres

 

E aquela fresta

Que no coração se abre

 

O cheiro a giesta

O sonho que na mão cabe

 

E a força que gera

Da ternura

 

O tempo faz-se

Nasce...

 

Nos pés dos malmequeres!

 

(oleo s/tela de Ricardo Paula)

publicado por Utopia das Palavras às 20:42


Nunça esqueço a nossa Amizade virtual! Sou fiel às Amizades.
Desejo que tenhas um Natal Feliz assim como para a Família.
Retomei o ritmo dos Blogs e por isso voltarei brevemente com a Amizade de sempre!
Que o Novo Ano te traga a realização de todos os teus desejos.
Saudações Natalícias,
Carlos Alberto Borges
Estou no Facebook também: Carlos Alberto Borges Araújo
umbreveolhar a 24 de Dezembro de 2010 às 16:25

*


Amiga


,


que as vagas de 2011,


te tragam um mar de saúde e


marés de coisas boas (se possível)


,


conchinhas de amizade,


,


poetaeusou . . .


*

Anónimo a 28 de Dezembro de 2010 às 12:02


que o natal - já passado - tenha sido cheio de poesia e o novo ano ,que se aproxima ,pleno de palavras prontas a moldar.......
felicidades e

.
um beijo
gabriela rocha martins a 30 de Dezembro de 2010 às 17:27

Ola Amiga,


Um 2011 cheio de alegrias e floridos com os mais bonitos malmequeres!


Bjinhos


Ceci
Ceci a 30 de Dezembro de 2010 às 18:58

Ausenda

Venho apenas desejar-te um novo ano de muito amor e harmonia.

Beijinho
Anónimo a 31 de Dezembro de 2010 às 14:57


Ausenda,

Fiz uma viagem no tempo... e levei esta "Raiz". A poesia é o que melhor traduz o sentimento.

Saudades do cheiro a giesta...
bj
Lucy a 9 de Janeiro de 2011 às 12:50

O cheiro a giesta que perfuma os teus poemas é um bálsamo nestes dias tristes,

Bem hajas!
São Banza a 11 de Janeiro de 2011 às 21:50


O tempo dos malmequeres e o cheiro das giestas. Gosto desse tempo e desse cheiro. Escreves tão bem, minha querida amiga, que  o meu barco encalhou, engasgou, e parou no areal do embevecimento e tive sorte porque não naufragou.
Eduardo Aleixo a 10 de Fevereiro de 2011 às 19:39

"Balada da Liberdade" livro de Miguel Beirão, prefácio de minha autoria e capa de Dorabela Graça
Partilha em co-autoria
Um pouco de mim também...!
visitor stats
Luso-Poemas - Poemas de amor, cartas e pensamentos
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape