10
Jun 10

Outonos são os teus olhos

Folhas recortadas que em mim pousam

E ousam

Descobrir-me os desejos

 

De sentir para além da pele

De ser um rasgo constante

De ser voz para além do mel

De ser pássaro de levante

 

Outonos são melodias

Carregadas nos meus olhos

Bandeiras de utopias

De sonhos que crio aos molhos!

publicado por Utopia das Palavras às 21:21


És mel
És voz
És mel´
Para além  da voz
Doçura escondida
Em mama de noz.....
-
Foi o que vi no mastro da traineira com os binóculos pobres de marujo-
Eduardo Aleixo a 17 de Junho de 2010 às 00:15

"Balada da Liberdade" livro de Miguel Beirão, prefácio de minha autoria e capa de Dorabela Graça
Partilha em co-autoria
Um pouco de mim também...!
visitor stats
Luso-Poemas - Poemas de amor, cartas e pensamentos
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape