21
Dez 09

  

Desnudam-se os pés azáfamos
e são alas de fogo e de conforto
que os aquecem,
Numa cor doce de mel e desvelo,
Mesmo que a neve lá fora dilacere
as peugadas de quem carrega a fome
nas pernas de farrapos indolentes
que todos os dias sonham chegar
à porta de outro destino.
E outros tantas mãos cheias, rutilantes
de rodopios de risos e diáfanas farturas
Indiferentes ao rigor das vidas de todos dias
vão cegando a mágica simplicidade da partilha!
 Desejo um Natal introspectivo e um Novo Ano com muita determinação!
publicado por Utopia das Palavras às 18:16

Como não podia deixar de ser, os amigos do coração não se esquecem, e
mesmo nem sempre tendo o tempo que gostaria, para aqui estar contigo,
estás tu sempre presente no meu coração, assim sendo, venho agradecer-te
a amizade e o carinho de todas as palavras que me deixaste ao longo do tempo
e dizer-te que és especial para mim, me orgulho de ser tua amiga e que adoro
ler sempre o que escreves.
BOM ANO 2010 , com muito Amor e tudo o que desejas.
Beijinhos amiga
da natalai
rosafogo a 31 de Dezembro de 2009 às 01:56

Ausenda

Que o novo ano seja para ti uma porta aberta à concretização de sonhos e desejos.

Beijinho

Marta Vasil
Marta a 31 de Dezembro de 2009 às 10:37

Confesso-te que tive um bom Natal...mas costuma ser um tempo que me aborrece.
Lindo o teu texto.
bj
Ana Tapadas a 2 de Janeiro de 2010 às 22:34

Que te seja Natal o Novo Ano inteiro!

Bjos
Fa menor a 5 de Janeiro de 2010 às 14:07

"Balada da Liberdade" livro de Miguel Beirão, prefácio de minha autoria e capa de Dorabela Graça
Partilha em co-autoria
Um pouco de mim também...!
visitor stats
Luso-Poemas - Poemas de amor, cartas e pensamentos
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape