23
Abr 09

 

Porque Abril
são os passos que me levaram
 
Porque Abril
ainda é mar por navegar
 
Porque Abril
é a razão das mãos gritadas
a razão das bocas alvoradas
 
Porque Abril
é tanto dos poetas
 
Abril será sempre...
a minha cor de Maio!
publicado por Utopia das Palavras às 10:16

18
Abr 09

 

 

Tantos caminhos no peito
Quantos molhos de esperança
Um trilho ousado e feito
Do galope da confiança
 
Há um fio de rio nessa almargem
Como poema parido nas águas
Pastorícia minha verde coragem
Num passo amante sem mágoas
 
Ainda os brados que não calo
Se caio ferida de pedra malvada
Ravinas de saudade, onde resvalo
Soltando o que em mim é espada
 
Descubro bolbos de amor escondidos
Nos sulcos do rosmaninho
Silêncios de rumos perdidos
Ímpetos de semear um caminho
 
Sábio o amor que a poesia escuta
Nas veias de um verso aberto
Onde constante lateja a luta
De sonhar o caminho certo!
 
Imagem: Antonio Matos Ferreira

 

publicado por Utopia das Palavras às 17:37

11
Abr 09

 

 

Aquietei a madrugada
Que se dizia fria
Sentida da noite gelada
Na ânsia do novo dia
 
Afastei o pensamento
Tolhido pelo desamor
Colori o firmamento
Desbotado da sua cor
 
Aplaquei o pecado
Que queria ser capital
Gostei dele ao meu lado
Não me arrependo de tal
 
Amenizei a desventura
De um sonho aniquilado
Hoje o sonho perdura
Não tem medo de ser sonhado
 
Persisti com a firmeza
Da vida fazer melodia
No espanto da sua beleza
Faço a minha sinfonia...!
publicado por Utopia das Palavras às 20:02

04
Abr 09

 

Preciso no mundo, de outro olhar!
De contendas de flores e de amor
De sorrisos sinceros com vista para o mar
Preciso de concórdia, de ti e de cor
 
Sentir as folhas perenes caídas
Renascerem gotículas sentidas
Das lágrimas do sal da verdade
Florando vidas nos pés da liberdade
 
Preciso da força que inventa os braços
Míngua das angústias e cansaços
E no meu corpo rasgado de alento
Entregar-me em flama nas mãos do vento
 
Assim, a minha voz rouca de luta
Calar-se-á por permuta
De um crepúsculo luzidio
Que emproa o navegar dos meus olhos navio!
 
 
imagem: Salvador Dali

 

publicado por Utopia das Palavras às 18:52

"Balada da Liberdade" livro de Miguel Beirão, prefácio de minha autoria e capa de Dorabela Graça
Partilha em co-autoria
Um pouco de mim também...!
visitor stats
Luso-Poemas - Poemas de amor, cartas e pensamentos
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape