23
Abr 09

 

Porque Abril
são os passos que me levaram
 
Porque Abril
ainda é mar por navegar
 
Porque Abril
é a razão das mãos gritadas
a razão das bocas alvoradas
 
Porque Abril
é tanto dos poetas
 
Abril será sempre...
a minha cor de Maio!
publicado por Utopia das Palavras às 10:16

Olá kida Amiga!

Mesmo que Abril seja ainda um mar por navegar, é muito bom que seja lembrado, porque não é só um feriado, foi o cair do pano, jamais pode ser esquecido.

Obrigada por nunca esqueceres Abril.

Bjinho

Céci
Céci a 23 de Abril de 2009 às 15:39

Porque Abril
ainda é mar por navegar


podes crer amiga, muita coisa está por fazer mas sempre estamos melhor que antigamente , ou não estariamos aqui as duas a falar sobre liberdade:)
beijinhos
xana a 23 de Abril de 2009 às 17:43

Porque Abril é o caminho
e as ruas não têm idade
sei que não estou sozinho
canto contigo a Liberdade

Beijo e um cravo Vermelho
maria a 23 de Abril de 2009 às 17:52

Porque Abril é de todos nós...
...nunca será esquecido.

Beijitos
Oris a 23 de Abril de 2009 às 20:16

Ausenda

Porque Abril
ainda é mar por navegar

... mas um mar cada vez mais tormentoso.

Im abraço
Meg a 23 de Abril de 2009 às 20:39

E é Abril de poema Abril de grito,na cor das palavras,que muitos querem calar

beijo
Manuel Pereira a 23 de Abril de 2009 às 21:03

Porque Abril é a voz das mulheres que lutam por uma pátria unida na paz e na prosperidade.
Cantemos Portugal, dos poetas, das gentes de Abril com cores de Maio!

Um beijo especial, neste dia tão querido para mim (há 33 anos nasceu o meu 1º filho)
Lucy
Lucy a 23 de Abril de 2009 às 23:25

Ainda tanto mar por navegar ... mas "isto vai, amigos, isto vai!"!
VivAbril :))
justine a 24 de Abril de 2009 às 14:27

Porque Abril é Liberdade!
Sim, é possível, Abril de novo, para uma vida melhor!
Viva o 25 de Abril.
Kisses
Ludo Rex a 24 de Abril de 2009 às 16:32

Cara Ausenda,

Abril sempre no nosso coração!

Outro cravo para ti.

Beijos
Aníbal Raposo a 24 de Abril de 2009 às 19:07

*
provem-me
que abril não morreu,
por favor !
,
brisas vermelhas, deixo
,
*
poetaeusou a 24 de Abril de 2009 às 21:08

"Balada da Liberdade" livro de Miguel Beirão, prefácio de minha autoria e capa de Dorabela Graça
Partilha em co-autoria
Um pouco de mim também...!
visitor stats
Luso-Poemas - Poemas de amor, cartas e pensamentos
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape