14
Mar 09

  

Incessante caminhada
Pisada árdua das pedras
Contido amor como enseada
Busca de doce em bagas azedas
 
Sempre indo, sempre chegando
Para além do fio do horizonte
Onde os lírios nascem sonhando
A água de sede da tua fonte
 
Mesmo que eu fique maré vazia
Seca de espuma ou ecos de nada
Crescerá o anelo e a fantasia
De ser onda do mar enamorada
 
E se um dia me perder
No ego austero do nevoeiro
Não por não te querer
Sim por me querer a mim…primeiro!
 
(foto: matisse)
publicado por Utopia das Palavras às 20:40

Amiga, fico-me na admiração da caminhada...na plena e narcísica assunção do "eu". E tanto que gostei do percurso...

Beijinhos. Bom domingo.
Paola a 14 de Março de 2009 às 22:36

Paola

É necessário um pouco desse olhar narcísico, para que a entrega seja plena!

Beijinho, com muito carinho

Voltei [eu volto sempre] para te deixar um doce e terno beijo... neste [não me importo como a data] dia do blogueiro... só porque com o blogue, tu te descobriste para mim... Obrigada.

Que a ponte da amizade vá daqui até aí.

Beijos
Paola a 20 de Março de 2009 às 19:49

Paola

Eu volto a ti sempre também!
Obrigada amiga, foi descoberta primeira e pura!

A maior amizade no meu beijo

Tenho dúvida se será um acto de egoísmo...
Mas admito que seja da hora, e que seja um belíssimo poema onde apenas um verso me belisca...

Um beijo, Ausenda
maria a 15 de Março de 2009 às 04:43

Maria

Sentiste assim...!

Beijos

Mesmo em densos novoeiros temos ecos do que somos e sentimos...
e nada somos senão um acumular de nós com recordações do que nos faz...assim...sensíveis.
abraço do vale(com muito sol)
duartenovale a 15 de Março de 2009 às 14:00

Duarte

Dos densos nevoeiros nasce a luz...que nos dá a força para prosseguir!

beijo p`ro vale!

Numa procura incessante pelo "NÓS"
há sempre o "EU" que se intromete
apesar dos muitos contras há os prós
falhada a tentativa faz-se um "RESET"

assim são as marés!

Beijos
manu a 15 de Março de 2009 às 16:03

Manu

Conhecer para poder dar
Tudo o que no íntimo se sente
Ser "eu" em primeiro lugar
Para poder ser nos outros, plenamente!

beijos, assim sou sempre maré!

S e não nos amarmos, ou não nos querer-mos bem a nós próprios primeiro, não estamos bem para amar ninguém .
bela poesia :)

beijinhos e boa semana
xana a 16 de Março de 2009 às 09:23

Xana

É bem verdade, amiga!!!!

Beijos

Poema determinado no encontro do lugar que os lírios merecem e das fontes que os desertos almejam. Beijo que se pressegue mesmo quando, ou se, ele, beijo, vencesse a linha do horizonte. Poema da fidelidade. Que merece respeito, tão doce, sóbrio e lúcido na sua enunciação.
Beijo.
Eduardo
Eduardo Aleixo a 16 de Março de 2009 às 17:33

Eduardo

E a tua capacidade de me deixar sem palavras...!!!!!!!!!!!!!!!

Beijo grande

Nos vastos arejados
Campos do meu ser
Corre a sombra de uma voz
Pelos prados da mente…
Entre montes de razões
E rochedos do enlouquecer
Suplica a conflituosa
Tentação inconsciente…

Grato pelo
Belo comentário
No meu blogue…
Aproveito para desejar
Uma agradável semana!

Bem-haja!

O eterno abraço…

-MANZAS-
Manzas a 16 de Março de 2009 às 19:14

Manzas

Tentação do ser...poeta!
Conscientemente!

Abraços

Para além de tudo, encanto e sedução...

Um beijo
Menina do Rio a 16 de Março de 2009 às 22:21

Verô

Obrigada!

beijinho com carinho

Também para ti, que +és uma grande poetisa.
EA
Eduardo Aleixo a 18 de Março de 2009 às 18:43

*
nas folhas azedas
do lírio e jasmim
percorro as veredas
eu quero(te) assim
,
brisas de amizade, deixo,
,
*
poetaeusou a 16 de Março de 2009 às 22:27

Poetaeusou

A tua rima...um encanto!
Obrigada!

beijo

poesia fantástica que me fez ser onda do mar enamorada...lindo, vou roubá-lo para o ler uma e muitas vezes
beijos
Carla a 17 de Março de 2009 às 12:29

Carla

Eu fecho os olhos vá...podes roubá-lo!
:-)
Beijos

"Balada da Liberdade" livro de Miguel Beirão, prefácio de minha autoria e capa de Dorabela Graça
Partilha em co-autoria
Um pouco de mim também...!
visitor stats
Luso-Poemas - Poemas de amor, cartas e pensamentos
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape