21
Fev 09

 
 
 
Apego sou em ti inquietação viril
Lavrando teu colo onde esvoaço
Encostas inundadas de anil
Na paisagem de um rendido abraço
 
Vinha dos sentidos embriagada
Fragrância amante, carmina e cobre
Torrente que em meu fogo corre abastada
Vindima de vida e chama, que me descobre
 
Sirvo-me sobre cálice derramado
Inaudito esse desejo de te sentir
E no vinho rubro por mim inventado
Meus lábios deslizam ávidos de te despir
 
Nasço e renasço nessa colheita
Casto, intrínseco afecto que a sustenta
Doce e etéreo meu beijo que se deita
No teu corpo de uva suculenta.
:::---:::---:::---:::---:::---:::---:::---:::---:::---:::---:::---:::
 
 Agradeço-te amigo Carlos Barros irretorquivelpsique.blogspot.com

 

 

 

 

 

 

 

Obrigada pelo carinho, Tossan  klictossan.blogspot.com

publicado por Utopia das Palavras às 18:49

Parabéns pelos prémios...bém merecidos..
Poetisas muito bém...ja publicastes algum livro Ausenda ?

Venho com um desafio que minha amiga Gaivota dum voo desde a Nazaré
veio depositar no meu cantinho.
Vai ao meu blog, esta tudo bém explicado...
Desde ja obrigada pela tua participação.

Um bom Carnaval !

Beijos
Lena a 21 de Fevereiro de 2009 às 20:01

Lena

Obrigada pelo brincadeira proposta, é uma forma de conhecer melhor os amigos da blogosfera, espero que tenham uma boa participação e que seja divertida.

Beijinho

Vim, bebi do teu cálice
e amei-te ébria de prazer.


Lindo, amiga!

Beijo

E as uvas? São tuas?
Paola a 21 de Fevereiro de 2009 às 20:22

Paola

Intensamente... ébria!

Pena que as uvas não são minhas, infelizmente são emprestadas!

Jinhos

Querida Ausenda,
Senti o sumo da videira que acompanha a beleza poética de tuas linhas!
Belo Poema!

Um beijo com muito carinho!
Carlos Barros a 21 de Fevereiro de 2009 às 23:47

Carlos Barros

Também as tuas linhas têm cheiro de vindima!
Obrigada!

Beijo

Adorei a colheita e o sabor do vinho!

Te deixo um beijo e que tenhas um ótimo carnaval
Menina do Rio a 22 de Fevereiro de 2009 às 03:44

Verô

Boa prova dos sentidos!
Espero que o seu carnaval tenha sido uma folia só...!

Carinho

Malis Davis e o seu trompete com surdina e seu jazz diferente me fascinam juntos com esta poesia rica em palavras. Só posso dizer que adorei estar aqui de novo. Beijo
tossan a 22 de Fevereiro de 2009 às 20:58

Tossan

E eu quero sempre voçê aqui, com as suas bonitas palavras!

Beijos

Ao ler este poema, fiquei de alma cheia!
Lembrei do Amor, da sofreguidão da Primavera
da Vida e por fim o encanto do Outono, onde ainda há
avidez pelas coisas belas.

Lindo... Lindo

um beijinho
rosafogo a 22 de Fevereiro de 2009 às 21:35

Rosafogo

O encanto está na maneira de olhar...a vida!

Obrigada

Beijinho

Ler-te ao som do Miles Davies: dois prazeres, dois caminhos, tudo poesia!
Beijo
justine a 23 de Fevereiro de 2009 às 17:36

Justine

Dois caminhos... para um poema!
A tua sensibilidade é inata!

Beijos

*
sou a suculenta uva
vinha de desejo derramado
nas encostas abraçadas
ás torrentes de fragrâncias
aromas de poros em fogo
esvoaçando na tua embriagues
,
conchinhas de amizade, deixo,
poetaeusou
,
*
poetaeusou a 23 de Fevereiro de 2009 às 19:51

Poetaeusou

Estonteante
aroma
pairando
na boca do teu...sentir!

Beijos tb te deixo

Fiquei inibriado com a tua poesia
Saboreei o nectar das tuas palavras
Bebi pelo cálice da tua fantazia
Naveguei à deriva sem amarras.

Abraço camarada poetisa.
POESIA-NO-POPULAR a 23 de Fevereiro de 2009 às 22:49

Manangão

Embriagado pela poesia
Da vindima do carinho
Nas encostas onde havia
Versos de uva no teu caminho!

Beijos, amigo

Eis o verdadeiro rio transbordante
com este néctar de uva ancestral
eis a torrente de poesia inebriante
para a delicia do Olimpo celestial

Beijos
manu a 24 de Fevereiro de 2009 às 10:02

Manu

Néctar de um rio
Que de espuma se inventa
Veste-se de uvas de estio
E dessa torrente se sustenta!

Beijos

Delicio-me e saboreio sílaba a sílaba a poesia contida em cada palavra redescoberta e reinventada. Tem livros publicados?
Ibel a 26 de Fevereiro de 2009 às 20:00

Ibel

As sílabas fazem palavras
As palavras quando reinventadas...
são poemas!

Obrigada pelo carinho

Livros? Talvez...um dia!

Beijinho

"Balada da Liberdade" livro de Miguel Beirão, prefácio de minha autoria e capa de Dorabela Graça
Partilha em co-autoria
Um pouco de mim também...!
visitor stats
Luso-Poemas - Poemas de amor, cartas e pensamentos
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape