09
Nov 08

 

 

 (mark chagall)

Para vocês companheiros
Flores, faluas, beijos guerreiros
Amigos de fronte, de laços e ouvido
Ombros onde me encosto e desfaço
Hesitações e tombos, num abraço
Para vocês…um poema sentido!
 
Se um dia me era dado escolher
Na vida, o que era meu desejo ter
Tesouros, ouro ou diamantes
Essa riqueza eu não queria
Pois desventurada sempre seria
Sem o zelo dos meus infantes
 
Infantes da nau da minha descoberta
Faróis guieiros, se parto incerta
São a fibra que eu preciso
Descolorida a vida seria
Nascer, brilhar, crescer é magia
No alegre bailar do seu sorriso
 
Dos autos que dramatizo
Em marionetas de choro e de riso
São morada certa que me abriga
E pelo que aprendo no livro que são
O meu afecto e feixes de gratidão
E estes versos...de amiga!

 

publicado por Utopia das Palavras às 17:02

Belo, belo... Obrigado por nos dares este poema.
Boa escolha musical.
Kisses
Ludo Rex a 9 de Novembro de 2008 às 17:59

Ludo

é um bocadinho pra ti!

Beijo

Belo poema de amizade! Que os amigos apareçam na tua vida como as cerejas; aos pares. Um beijo.
manu a 9 de Novembro de 2008 às 18:50

Manu

Adoro cerejas e os meus amigos também!

Beijo

Senti este poema como um bocadinho para mim...
Obrigada, Ausenda

Beijos
maria a 9 de Novembro de 2008 às 18:55

Maria

Sentiste bem, é concerteza teu também!

beijos

Cati

Gostei da inspiração

Bjinho grande

Magnífico como sempre. E pelo pedacinho que é para mim, eu agradeço tanto, tanto.

Beijinhos, amiga.

Uma exclenete semana.
Paola a 9 de Novembro de 2008 às 23:54

Mas que bom chegar aqui e ser assim tão bem recebida. Belo poema.A um dos tesouros mais preciosos: amizade.

Beijinhos, Ausenda
Lúcia a 10 de Novembro de 2008 às 10:42

Paola

Um pedacinho grande... eu é que te agradeço.

Beijos

Os amigos são a familia que escolhemos!
Fundamentais.

Beijos
Ana Camarra a 10 de Novembro de 2008 às 14:58

Ana

É mesmo, a nossa familia dos bons e maus momentos
sempre presentes.

beijo

A tua poesia é contagiante
Diz algo que é importante
Mulher guerreira de verdade
A tua palavra é certeira-
É bom saber-te companheira
Sentir a tua solidariedade.

Obrigado, um bjo poetisa.
POESIA-NO-POPULAR a 10 de Novembro de 2008 às 18:07

Companheiros de jornada
Nesta nossa caminhada
Antes de tudo amizade
Ganhar força para continuar
E com os amigos contar
Com espirito de solidariedade!

Beijo camarada poeta

Obrigado pela visita. Retribuo. Gostei muito do que vi e li.
Um abraço.
Eduardo
Eduardo Aleixo a 10 de Novembro de 2008 às 18:45

Eduardo

Grata eu!!

Abraço

Obrigada, amiga, pelas palavras belas e ...amigas!
justine a 10 de Novembro de 2008 às 20:19

Justine

Agradeço eu... amiga

Beijo

quando se conhece a amizade,sentimos que é a forma mais sublome de amar
beijos
luna a 10 de Novembro de 2008 às 21:16

Luna

Amigos são amor... sem asas!

Beijo

"Balada da Liberdade" livro de Miguel Beirão, prefácio de minha autoria e capa de Dorabela Graça
Partilha em co-autoria
Um pouco de mim também...!
visitor stats
Luso-Poemas - Poemas de amor, cartas e pensamentos
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape