30
Out 08

         (valter)
 
Ter fé tão só é, atitude peregrina
Ter fé, é ter causas e saber dar
Tenho uma fé de pequenina
Que o mundo se faz a mudar
 
Ser a vanguarda, é ter fé
Mesmo tombando na estrada
Da serrania encetar o sopé
É ter fé, continuar a jornada
 
Ter fé que a terra nua, lavrada
Germine trigais de esperança
Do meu povo sempre aleada
Tenho fé, na perseverança
 
Ter fé que a traineira abatida
Em breve dia voltará ao mar
Nunca a fé está perdida
Porque há vida para navegar
 
Ter fé, é crer no pulsar
De um povo silencioso, que demora
A agregar vontade e acreditar
Que um dia o sol rubro alvora!

 

publicado por Utopia das Palavras às 15:04

Bonito poema de luta e de confiança.
Prefiro falar de confiança, no futuro...

Beijos
maria a 30 de Outubro de 2008 às 18:51

Maria
Obrigada
Sem confiança é difícil caminhar-mos para ele... o futuro espera por nós!

beijos

Adorei este teu poema.
Isto sim é crer e lutar. Acreditar que um dia o sol rubro alvora... Acreditar!
Beijo Algarvio Via Alentejo
Ludo Rex a 30 de Outubro de 2008 às 19:07

Ludo

Acreditar... acreditar sempre. Hevemos de lá chegar.

beijos algarvios

Ausenda
Que a fé nunca te abandone
amiga companheira e camarada
Para que possas exaltar o nome
do Socialismo na Pátria amada.

Beijo camarada poetisa.


POESIA-NO-POPULAR a 30 de Outubro de 2008 às 19:21

Amigo Manangão

A fé é a esperança estrelar
Com ela a convicção disputa
Só assim podemos acreditar
E ter alento para a luta

beijos

Cair e levantar
a cabeça erguer
preserverar
e nunca ceder

Belíssimo poema o que nos ofereces. Como sou muito atento aos pormenores fiquei surpreendido por não ver, ontem, um post neste blog. A cadência era de cinco dias entre posts. Um abraço.
manu a 30 de Outubro de 2008 às 21:45

Manu

Obrigada.. generosidade tua! Ainda não tinha reparado nessa cadência que tu referes. Mas já agora não deixa de ser um modo de postar e vou tentar cumprir.

Um abraço

É a tua fé aqui bem expressa e muito forte.

Também tenho esta fé. "Que o mundo se faz a mudar"

Um beijo grande
SAO a 30 de Outubro de 2008 às 22:12

Saozinha
Juntas nessa transformação, pra um mundo melhor!

Bjinhos

Mais do que ter fé, esperança, esperança e determinação...
Mas percebo o que dizes.

Beijos
Ana Camarra a 31 de Outubro de 2008 às 12:25

Ana

Também entendo o que queres dizer. É acima de tudo isso!

beijo amiga

Confiança e acreditar que podemos fazer a diferença.

Eu acredito. A poesia ajuda a libertar sentimentos que não cabem dentro de nós.

Um beijo. De luta constante. De vida.
AnaMar a 31 de Outubro de 2008 às 15:12

Ana Mar

A poesia também é luta....!!!

Um beijo convicto pra ti

Olá miuda

Ve-se aqui de onde vem a tua força!
Ainda não te tinha dito mas sou fã da Ana Moura.
Tudo cinco estrelas para ti

xi...mori (desculpa)!!!!!
Paulo a 31 de Outubro de 2008 às 16:40

Paulo
Obrigada pelas estrelas!
Abraço

ah, já tinha ouvido falar nisto...
parabens resultou muito bem.
beijocas
luabranca81 a 31 de Outubro de 2008 às 20:19

Catarina
Gostei de teres gostado!

beijinho grande amiga

que seria da vida sem fé?

beijinhos
luna a 31 de Outubro de 2008 às 23:32

Luna

Seria uma vida muito oca, a esperança (fé) é que nos move!

beijinho

"Balada da Liberdade" livro de Miguel Beirão, prefácio de minha autoria e capa de Dorabela Graça
Partilha em co-autoria
Um pouco de mim também...!
visitor stats
Luso-Poemas - Poemas de amor, cartas e pensamentos
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape