09
Out 08

 

 

Rostos de História

De semblantes épicos
Passados de memória
 
Espelhos de platina e ouro
Transparências resgatadas
De um qualquer tesouro
 
Rostos de sulcos vincados
De vida dura
Riachos de água marcados
  
Rostos ditosos de alegorias
Lantejoulas meninas
Luzentes de alegrias
 
Rostos de afagos de miséria
Combatidos de sol agreste
À mingua
 
Rostos displicentes, polémicos
De mentira e retórica
Negociadores anémicos
 
Rostos sem nacionalidade
De beijos e de pele
De distâncias sem idade
 
Rostos de marés e oceanos
De terra, de calos e pão
Fechados de perdas e danos
 
Rostos de mapa difusos
Finos, rudes, desvalidos e abastados
Rostos inclusos!
Ausenda Hilário
 

 

publicado por Utopia das Palavras às 08:55

ROSTOS... SAO COMO OS NOSSOS OLHOS, TAMBEM SAO ESPELHOS DA ALMA!
GOSTO DA COMPOSIÇAO!
Beijo miuda
NUNO a 9 de Outubro de 2008 às 20:30

São realmente espelhos.
Obrigada Nuno
bj

Do que falam os rostos
Calam os corações
Sobre os seus desgostos

Quantas vezes sobepostos
Ao campo das visões
Denunciadas pelos rostos.

Bgos amiga
POESIA-NO-POPULAR a 9 de Outubro de 2008 às 22:13

transparências de verdade
alguns de beleza
outros de maldade
bj, amigo


Rostos inclusos

Gostei - porque julgo que são os meus
mar aravel a 9 de Outubro de 2008 às 23:02

inclusos sim, também o meu!
abraço

Rostos da vida... das vidas...


Um beijo.
fernando samuel a 10 de Outubro de 2008 às 09:28

rostos vividos, sofridos
marcados pelo bem e pelo mal

bj

Rostos... Pujante poema... Sempre em Luta!
Kiss
Ludo Rex a 10 de Outubro de 2008 às 22:52

Ludo
rostos que não se escondem da luta!
kiss

Rostos anónimos
sem nomes
apenas pseudónimos.

Espelhos vidrados
caras sofridas
corpos quebrados.

Vidas difusas, rostos inclusos.
O meu, o teu, os nossos...

Beijinhos
Paola a 10 de Outubro de 2008 às 23:03

Muito melhor que o meu post é o teu comentário.
Obrigada
Beijo

Exageras, amiga! O teu poema e admirável.

Beijinhos e bom fim-de-semana
Paola a 11 de Outubro de 2008 às 23:38

Rostos do teu rosto... lindo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

xi........
Paulo a 11 de Outubro de 2008 às 00:20

Tenho uma reprodução deste quadro no meu escritório. Amo
Achei interessante a associação que fizeste com Espelhos/Rostos.
sao estes rostos que se cruzam connosco ao longo da nossa vida.
bjs
Maria a 11 de Outubro de 2008 às 20:33

Maria
todos os dias... são os rostos de uma vida!
bjs amiga

Rostos que espelham a aridez ou a suavidade com que vivemos os dias.
Belo poema.
Bjs
AnaMar a 14 de Outubro de 2008 às 09:46

Obrigada! São marcas, que não se apagam!
um beijo

"Balada da Liberdade" livro de Miguel Beirão, prefácio de minha autoria e capa de Dorabela Graça
Partilha em co-autoria
Um pouco de mim também...!
visitor stats
Luso-Poemas - Poemas de amor, cartas e pensamentos
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape